16 de mar de 2012

Não desista do amor



Eu me recordo, que quando recebi a noticia da morte da minha vó, eu estava voltando de uma palestra da faculdade.

E  esse contato com a morte, tenha sido o mais maduro da minha vida.

E no mesmo momento veio, a ultima vez que eu estive com ela, e lembrei que foi no aeroporto, ela voltando para sua casa, e eu estava super feliz, tiramos várias fotografias, ela estava super produzida, como sempre.

Se eu soube-se, que esse dia seria o ultimo dia que nós veríamos, talvez teria sido melhor, eu teria falado mais.

As vezes,  penso, se eu soubesse, que essa despedida seria a ultima. Como seria minha reação ? 

Eu sei que, nós não podemos prever nada o que acontece, e isso é bom, porque viveríamos desesperados o tempo todo.

Mas se por acaso, nos tivemos uma luz, nestes momentos, para que possamos fazer, com que o nosso amor, seja para o outro como se fossem o ultimo, se as  nossas despedidas, fossem bem feitas sempre.

Se os nossos encontros, tivessem a qualidade que eles merecem.
Se as ultimas vezes, que fala-se no telefone, que nos vimos, se elas tivessem sido, com a qualidade que as pessoas merecem.

O geito que nos vivemos, no dia de hoje, só tem dois destinos, ou uma saudade boa, de ser sentida, depois que as pessoas vão embora,ou isso vira, o remorso, ou você tem, o amargo na boca de pensar, que você não foi o melhor que você poderia ter sido.

Que você foi só pela metade, que você desistiu, que no momento, que você poderia ter dado um pouquinho a  mais, você não deu, que você desligou o telefone antes da hora, que você não pediu o perdão, antes do tempo, que você não realizou o que poderia ter realizado.

Não desista do amor, não desista de amar, não se entregue a dor, por que ela um dia passará.



0 comentários:

Postar um comentário

 

Capte-me uma mensagem a toa Copyright © 2013 Design by Caminho da Luz