23 de fev de 2012

Liberdade

0 comentários
Liberdade na vida é ter um amor para se prender....




Fabrício Carpinejar




Ainda não tenho, um amor para se prender, mais depois de tantos anos solteira, comecei a esvaziar a mente, os conceitos mais arraigados.
E quando permitimos esse esvaziamento de nossos pontos de vistas mais arraigados.Isso é libertador, pois namorar com alguém envolve e demanda a morte de certezas absolutas, para que assim possamos admirar a verdade que surge do outro, não necessariamente para torná-la maior do que nossas próprias verdades, mas para que possamos ver o outro como um outro e não como uma extensão de nossos desejos e vontades.
Isso demanda realmente muita paciência e cautela, envolve escutar e observar o próximo, não porque a pessoa seja “perigosa”, mas porque namorar alguém exige admirar a totalidade do outro. Muita gente namora, mas sequer presta atenção em quem está ao lado. 
Saiba, portanto, aproveitar este momento de contemplação de uma nova realidade.  
A contemplação do outroenvolve considerar as verdades, pensamentos, vivência e reflexões.

15 de fev de 2012

Amor, amor, amor, está é a resposta

0 comentários


Há quem diga, que a próxima guerra será química, há também quem diga que será tecnológica,  eu não acredito em nenhuma dessas armas, podem até acontecer e ter muitas tragedias por meio destas, mas a maior guerra, será a guerra invisível, que só aqueles que tem uma sensibilidade apurada em algum dos sentidos podem ver, sentir ou ouvir.Normalmente quando isso começar a acontecer em grande proporção, as vibrações serão em frequências diferente das nossas aqui na terra, e muita gente morrerá, de variadas formas de doenças.
Já uns três anos, esses bombardeios vem derrubando montanhas, atacando prédio, inundando casas, e ao mesmo tempo a aqueles que se salvam.
Há também aqueles que demoram a desapegar das coisas do mundo, e para eles devemos orar sempre.
Ela já esta acontecendo, estamos rodeados de ataques.
Este ano será o ano da transformação, da transmutação, ano para remover tudo que não lhe faz bem, limpar a alma, e espiritualizar a mente.
Por isso prepare-se, cuide, ame, tome conta daqueles que você gosta de ter ao lado, e aproxime os que estão longe, viva intensamente, ame sem medo, sem pedir nada em troca, ame simplesmente por amar, um amor sem explicação, esse é o melhor de todos, e fortaleça a alma, para criar um bloqueio energético ao redor de você e de todos os que se aproximar, para que quando esses ataques cheguem até você, você tenha seu escudo e rebata neutralizando e desfragmentando as partículas de energias.
A resposta para acabar com  tudo isso e todos serem salvos, e sempre uma só, amor, amor e amor.
Quando alguém lhe tratar com grosserias, não rebata, apenas peça desculpa, isso é a forma de você pedir misericórdia as ofensas, e retribuir o amor que lhe falta em seu coração. 
A paz só vem com amor, comece por você, depois espalhe de coração aberto, sem pensar o que os outros vão pensar.
Pais amorosos, filhos amorosos, irmãos amorosos, família amorosa por um mundo mais fraterno.

11 de fev de 2012

Me tornei uma chata, chata

1 comentários
Para toda angustiante interrogação, existe uma inesperada exclamação. 


Para toda vírgula que não te deixa ir adiante, existe um ponto final. 


Para toda reticência que dói para sempre, existe um novo parágrafo. 


Caio F. Abreu




Tão chata, que nem eu me suporto mais.


Então, hoje sigo teus conselhos, e não deixarei nenhuma porta que se abrir, fechar.

Não devolverei, mas nenhum presente que deixarem na minha porta.
Não recusarei mais os convites.

Não vou mais ficar enrolando a noite toda o mesmo rapaz.

Pois cada vez mais, a lista de enrolados está aumentando.

Não sonharei mas com quem não existe.

Não vou achar todos os meninos novinhos,  chatos.

Retirarei o apelido do chatinho do meu celular, colocarei seu nome verdadeiro.

Não vou mas ser grossa, quando o chato me ligar convidando para viajar, e quiser saber 

da minha vida.

Não serei mas intolerante, quando alguém puxar papo, no avião.

Não vou mas dar patadas no meu colega apaixonado da faculdade.

E nem sumir, quando ele me chamar para jantar sopa nos intervalos.

Não vou ter medo de sofrer.

Não terei mas medo de amar.


Tentarei ser mais madura e menos infantil no amor.

Vou dar mais valor ao meu amigo snoopy, ele nunca quis ser só amigo, ele e capaz de 

me encontrar na china se eu der sinal verde para ele.

Em pensar que no carnaval passado, ele fez ponte aérea, só para me ver, e eu não dei 

nem um beijo nele.

Eu já tive quem me procura-se em todas as boates ao redor do hotel de buenos aires, e 

me acha-se na quinta boate ao entrar, e deixei escorrer por entre os dedos, por não 


saber renúnciar  algumas coisas da minha vida. 

Renúncia é necessário para amar, para um relacionamento.

Não vou mas querer namorado pra casar, vou querer namorado pra namorar.

Se der certo deu, se não der, sempre aprendemos alguma coisa.

Não vou mais deixar de sair, sexta e sábados, para ficar em casa trabalhando.

A cada dor, colocarei um novo parágrafo, e quem sabe assim, eu encontrarei o que 

eu quero.

E quando encontrar, eu chuto o balde e vou a qualquer lugar pelo meu amor.

A cada saudade, que eu sentir, pensarei nas pessoas ao meu redor, e valorizarei o  meu 

entorno.

Tanta gente querendo estar ao meu lado, compartilhar emoções e eu chata não 

gostando de estar aqui.


Quem sabe algum chato, não queira conhecer uma ex- chata, com certeza eu irei 


compreende-lo.



Quando você chegar e aprender a ler

0 comentários

Escrevo para você, para você saber das coisas da minha terra natal,  pois sua realidade será completamente diferente da minha, meu empenho será tanto, para você amar a natureza, saber das lendas, das comidas típicas, de como é nascer num lugar altamente tecnológico, cheio de fabricas, avançadíssimo em um ponto, e atrasadíssimo e outros aspectos, que posso até lhe tornar, dividido que nem eu.

Quando eu era criança, uma vez ao ano, papai reunia a família para viajar.Naquela época, eu só me preocupava, com aquela cartela colorida de bolinhas de chiclete que eu pegava na loja da mamãe.E se minhas batatas pringles e a latinha de chiclete bumbble gum estava na maletinha para eu comer na viagem.
O meu diário também era inseparável.Até hoje tenho todos la no porão da casa da vovó paterna.Deve ter muitos segredos de muita gente.A vovó paterna levava uma caixa de isopor para suas irmãs que moravam no rio, e quando ela voltava, a caixa continuava cheia, com varias coisas, que ela dizia que não tinha aqui, eu nem posso entrar em muitos detalhes, se não eu apanho em praça pública, as pessoas aqui odeiam que fale qualquer coisa da cidade, segundo o papai aqui e o melhor lugar do mundo para se viver.Sendo que aqui e o melhor lugar, para ganhar dinheiro e morrer cedo.E segundo a mamãe, aqui foi onde eles conquistaram tudo que tem até hoje.
E essa história de isopor eu nunca tinha entendido direito, mas hoje querida vovó, eu entendo perfeitamente aqui é uma fartura, farta tanta coisa, rsrsrs.
Que pena que a senhora não está aqui, para eu lhe dizer, mas tenho certeza que pode me ouvir.
Outra coisa que eu lembro, que eu comia dois Mc lanche feliz por ano, aqui não tinha McDonald's, hoje tem apenas um.
E aos Sábados, papai saia da ótica, quando chegava em casa, nós quatro, eu, mamãe e meus dois irmãos, estávamos prontos para ir acampar e pescar, íamos até a marina, pegava o barco, chamado Zizi, e saiamos pelo rio, em busca de praia, mas isso só acontecia na época de várzea, (filho várzea é quando o rio seca, e forma as praias) ancorávamos o barco, papai armava as barracas, as vezes levávamos um jet sky, que só podia ir um por vez, com o marinheiro do barco, no rio de coca-cola, pois a mamãe morria de medo de perder um de nós três, pois já tinha perdido uma prima, lá no interior de onde vem sua família, ela sempre entrava na  água com nós três, no domingo tinha peixe assado, e o pôr do sol, era a coisa mais linda que eu já vi na minha vida toda, a amazônia  é fascinante.
Naquela época, eu passava a semana com minha babá, que me contava muitas lendas amazônicas, como a do guaraná, a do boto rosa, eu só via a mamãe e o papai, no almoço, na janta, e depois da janta, estudávamos nós quatro na mesa, eu, meus dois irmãos, e a mamãe, ás vezes a minha madrinha, minha vó materna me buscava para passar uns dias das férias em sua casa, eu amava quando isso acontecia, pois era a chance que eu tinha de andar de ônibus.Mamãe não gostava por que achava que eu sempre voltava mimada, então eu não durava muito tempo lá.
Mas na casa da minha vó era aonde eu caia me machucava, aonde eu brincava na rua, ia com os meninos entrar na mata para pegar folha de coqueiro, para enfeitar a festa junina da rua, fazíamos corrida de bicicleta, tudo o que minha mãe nem imaginava que eu fazia, pois naquela época morávamos numa avenida, que só tinha condomínio, e  as casas era muito longe uma das outras, as nossas brincadeiras eram na piscina de casa, e no jardim de casa, o que para mim era um saco.E tudo lá em casa tinha horário, na vovó era uma regra só: voltem antes das cinco, para tomar banho e para lanchar.
Depois quando eu completei uns 6 anos, eu já sabia para aonde fujir, uma vez o motorista esqueceu de me buscar na escola, eu sai da escola com um amigo da minha tia, naquela época a minha tia fazia o ginásio, na mesma escola que eu, eu disse, ao rapaz : pode pedir um táxi, e se responsabilizar ai na recepção por mim ?
Ele perguntou : Você sabe seu endereço ?
Eu disse: Sei. E dei o endereço da vovó.
Depois aos 8 anos, papai foi chamado na escola, pois eu estava revendendo canetas e lapiseiras, que a mamãe me dava da loja dela.Eu sempre achei que eu não precisava, nem da metade das coisas que eu tinha.
Eu nunca fui levada da breca, mas tinha minhas estratégias de ganhar dinheiro, aos 9 eu fiz um bolo de aniversário para a mamãe com o dinheiro do meu próprio trabalho, mas eu sempre me dava mal, ficava de castigo maior tempão, por conta dessas coisas.Aos 10,  fui no salão e fiz uma mecha loira no meu cabelo, igual da mulher da malhação.Era castigo atrás de castigo.
Uma vez por ano, eu doava metade das minhas roupas, e brinquedos e tudo que não usava mais.
No ano que lançou o cd, eu ganhei um som  micro system, a minha tia, trabalhava numa fabrica de cd s, e me perguntou qual cd eu queria, eu disse Adriana Calcanhoto Esquadros, e esse foi meu primeiro cd.
Eu cheguei a constatação que eu já nasci velha....
Mas, Deus disse, vai com a cara bem nova, que não aparente sua idade, para você não acelerar o processo das coisas.
Espero que a minha existência, lhe faça tão regional, tão baré, e menino da casa da vovó como eu fui, e escrevo para que você nunca renegue seu passado, e a história da família.Eu lhe prometo tudo, mas me prometa, que você sempre dará bom dia, boa tarde e boa noite para quem limpar sua mesa, ou o garçom que lhe servir.E quando você tiver um emprego muito chique, e possuir autoridade, nunca abuse dela, trate sempre as pessoas com tolerância, paciência, compaixão, você terá mais oportunidades do que muitas outras pessoas, mas isso não lhe difere em nada dos demais, não seja difícil com as pessoas, seja sempre pequeno, como um bebê de colo, essa e a verdadeira humildade, sem falsidade.
Não valorize as coisas do mundo, valorize as pessoas, os seus sentimentos, os momentos, esse é um alicerce, que solidificará sua vida.Um relacionamento baseado no amor, nunca acabará.Mas um relacionamento baseado nas coisas do mundo, acabará quando alguns desses itens lhe faltar.
Sei que você será muito diferente de mim, e terá metade da genética do seu pai, no qual ainda não conheci,  mas quando você aprender a ler, essa será sua primeira leitura, e quando você esquecer das minhas palavras, meu olhos te dirão só no olhar.







8 de fev de 2012

Vale a pena

0 comentários




Vale a pena ser coração, quando tudo é desamor
Vale a pena ser como irmão, quando o outro quer amor
Vale a pena ser como o sol, quando tudo é escuridão
Vale a pena ser como um farol, quando o resto e solidão

Vale a pena  sonhar
Vale a pena sorrir
Vale a pena  viver e amar

Vale a pena ser como  uma estrela, quando alguém quer desistir
Vale a pena ser um sorriso, quando a lagrima cair


Vale a pena  sonhar
Vale a pena sorrir
Vale a pena  viver e amar


Quando penso em nós
Vale a pena estar juntinho
Meu amor, não se atrase na volta
A saudade dói
Sinto  que nada vai bem com você
Mas cada um tem seu tempo
O tempo vai curar todas as feridas
O tempo vai  trazer todas as verdades
Só não se atrase, por favor
Pois cada minuto seu deverá ser descontados no final


Essa mensagem e para um leão que adora passear e exibir sua jubá e seu orgulho de metido a besta...
Mas no fundo, tem um coração,  mole e bondoso.
Esse blog, é a pulga atrás da orelha dele.
Posso correr o risco de ciumes calados, e de egos inflados.

Ps: Falei para minha amiga Amy baré :
Que quando eu casar, quero essa musica na hora de jogar o buquê, pedi que ela me lembra-se, pois eu tenho perda de memoria recente.
Ela disse :  Ok lembrarei, mas se eu casar antes, vou copiar tua musica.....
kkkk, então eu tenho que correr...




Hoje o dia acabou diferente

0 comentários

Eu te vi passar, e só num piscar eu captei sua mensagem.
Isso e amor amigo, meu caro amigo Snoopy.Basta um olhar ou um piscar, entendemos tudo o que se passa.
Você me emociona a cada dia, a cada palavra escrita, a cada mensagem de amizade, a cada mensagem de fim de ano, mas não posso negar o quanto você me inspira, o quanto eu me emociono com você.
As nossas cartas são tão maravilhosas, que devem ser compartilhadas.
Estou muito feliz com seu novo projeto, com suas buscas interpessoais de entender os relacionamentos, mas caro amigo, relacionamento se constrói, todos os dias pouco a pouco, com longas conversas, nem que seja pelo skype, messenger, telefone, mas relacionamento é o compreender, e ter paciência de aceitar o outro com todos os seus defeitos, com todas as suas fraquezas, e ver o imperfeito, perfeito, como eu via o meu little secret, tentar ceder, renunciar, se alguém quer amar, sem renunciar algo de sua vida, e melhor viver sozinho, uma mãe quando tem seu filho, abre mão de muita coisa, para amar aquela criança, amamentar, cuidar, dar banho, sejam como mães que amam seus filhos, o amor sem renúncia, para valorizar o outro, não existe amor, amor é renúnciar também, amem mais, cuide de sua família, cuide de seus maridos, com base no amor, as estruturas se solidificam, mas quando baseamos um relacionamento nas coisas do mundo, as estruturas vão trincando, dia a dia, pouco a pouco, até despencar de uma vez só.
O casamento , e algo muito sério, quando os casais juram perante a deus, na riqueza, na pobreza, até que a morte nos separem, que sejam de coração, casais,  fujam das tentações, que são muitas.A sedução está em todos os lugares.
Eu só acredito em um tipo de relacionamento, aquele que tem, como base o amor verdadeiro, e principalmente o amor em deus, sem mascaras, sem falsidade, ver o outro com o coração, sem se apegar as coisas do mundo.
A mulher linda e perfeita, de capa de revista, o homem perfeito, galã de cinema, tudo isso é ilusão, 
mas as pessoas só alcançarão essa visão, quando tiverem seus corações amolecidos, mansos, livre de todas as impurezas, mágoas, dores, e amarguras.
Só é possivel, enchergar um coração bom, quando se tem um coração puro e bom, quando se aprende a compensar injustiças com bondade, quando se vê o pequeno como grande,  se aprende ler os olhos, e não as palavras, não as atitudes. 
A luz dos olhos é fundamental. 

Após ler "Ponto ótimo" e ver sua mensagem , com a musica do Giberto Gil, dizendo assim:

Hoje o dia nasceu diferente, amor, amor
Porque ontem de repente a gente se encontrou
E o mar disse: “Oba”
E o céu disse: “Ora”

 

Capte-me uma mensagem a toa Copyright © 2013 Design by Caminho da Luz