4 de dez de 2010

Amor é uma droga

Uma droga sintética com alucinações que deixam a razão de lado
É só provar e já era
Torna- te vulnerável
Te leva a ver o feio bonito
O infiel, fiel
O não malhado, sarado
Causa insegurança, medo, e indecisão
É correr ou ficar e esperar
Te traz uma luz no olhar
Um êxtase só de de ver passar
Pode ter sorte, ou talvez má sorte dependendo do seu ponto de vista, de beijar vários sapos, e nenhum conter essa droga do amor
Ou pode pensar vou só experimentar e curti hoje
Essa droga você não escolhe e nem tem como saber quem a contém
É claro se escolhesse eu queria o Hugh Grant para amar um dia
E você ainda continua achando que está tudo sob controle, não está viciado
E pensando "Dessa água nunca mais beberei"
Gostar doi !! Causa saudade, vontade de estar perto
E como se  passa-se, a deixar de ser bom, a nossa própria companhia
O outro se torna mais interessante
Se pudesse escolher, nunca provaria do amor
Mais essa droga e perigosa, se veste de amizade, e seduz, vem de mansinho
Mas como toda droga, quando bate, já era e só curtir e esperar passar
Se eu não me amasse tanto assim
Me deixaria ir como um navegador pela imensidão do mar de drogas do amor
O bom que a distância esfria e apaga pequenos amores
Mas tem drogas de amor tão fortes e alucinógenas que a distância só da abstinência
Por isso devore, deguste e se delicie, dessa droga em pequenas doses
Ou corra dela, talvez seja uma solução
E não se deixe levar por essa droga, se não ela te devora, e você não será mas você, será o outro
Deixa essa droga achar que está no comando desse avião, quando é você que dá a direção
Acredito que seja mais complexo do que pensamos que seja
Talvez não amamos porque encontramos alguém
Amamos porque reencontramos
Será ? Na verdade não sei, só vou saber, quando voltar aqui outra vez.

0 comentários:

Postar um comentário

 

Capte-me uma mensagem a toa Copyright © 2013 Design by Caminho da Luz