27 de set de 2010

Ritmo de Maya

E nesse ritmo, retiro meu véu e vejo que o importante é amar.
com amor compreendo os outros, não cobro o que o outro não pode dar
Não peço o que o outro não tem  para dar.
Apena vivo, nesse ritmo.
Doando a quem realmente pode receber
E recebendo de quem realmente pode doar.
O que difere a nossa passagem na terra são as atitudes ao longo desta jornada.
O que difere as camadas  hierárquicas de evolução são as atitudes aliada com os sentimentos.
Nada sou se não houver amor pelo outro em meu coração.
É primavera  e ainda da tempo de despertar,  e realmente como dizia Chico Xavier "Não podemos mudar o começo, mas podemos fazer um novo fim".

0 comentários:

Postar um comentário

 

Capte-me uma mensagem a toa Copyright © 2013 Design by Caminho da Luz