12 de set de 2010

irmão amor fraterno

A primeiro momento quando veio a notícia, me senti como se você estivesse nos apunhalado pelas costas,
que todas as nossas boas condutas a ti passadas tinham sido em vão.Mas mesmo assim nunca dessisti de você.Pois sei que és inteligente e tens um bom coração.
Logo nos primeiros dias pensava em você em todos os momentos, como você ia sobreviver a essa tarefa ardua, como ia comer, se sentia frio, se sentia fome e tudo isso era fora da nossa realidade, realidade na qual eu apenas vi em filme, mas logo descobri, que na terra, todos nos estamos sujeito a cair nessa mesma vaidade, na qual você se encontrou.
Que existem duas Paulas dentro de nós mesmo, a Paula boa amiga e companheira, e a Paula vaidosa, metida, orgulhosa, cabe a nos mesmo a decidir qual Paula vamos ser.
Como tempo a dor da saudade foi diminuindo pelas visitas dos finais de semana, mas logo tudo mudou fui impedida de te ver, foi concedida uma visita  no natal.
Vi como te tornará um homem, agora realmente vi que não era mais aquele menino tolo e carente, e necessitado de vigilias diárias.
Vi que o quanto és forte e que todas as boas condutas tens, que teu coração e puro amor, afeto e alegria.
Descobri que as grandes almas, às vezes, renascem para desempenhar na Terra missões gloriosas.
Seus feitos encantam e servem de inspiração para todos.Semeiam a paz e amparam os desgraçados, em larga escala.Que tua missão era ajudar, servi, fazer o bem sem ver a quem.
Te espero aqui e sempre, aonde eu estiver.....

0 comentários:

Postar um comentário

 

Capte-me uma mensagem a toa Copyright © 2013 Design by Caminho da Luz